Um jeito de estimar a porcentagem de cada fundador de uma startup

Duas, três ou quatro pessoas se juntam para criar um projeto. No início, é um trabalho por puro interesse, feito à noite e nos fins-de-semana. Depois, ganha corpo e começa a exigir mais dedicação. Uma das pessoas larga seu emprego para tomar a frente do negócio. Outra usa dinheiro que tinha guardado para comprar um carro novo e investe da na startup. Já uma terceira traz dois ou três potenciais investidores da sua rede de contatos. Nesse momento, a empresa precisa ser formalizada e a discussão de quanto cada fundador deve ter de participação no negócio vem à tona. Como ser justo com a contribuição de cada um?

Muitos usam uma fórmula que, muitas vezes, funciona: divide-se 100% entre o número de fundadores, de maneira igual. Todos sentem-se donos do projeto de maneira igual e a matemática é simples. Mas, algumas vezes, isso causa tensão entre os fundadores, especialmente se um deles se dedicou mais ao projeto do que os outros, até então.

Hoje eu vi que o www.gust.com, site que aceleradoras, investidores anjo e grupos de anjos usam para selecionar startups e gerir o portfólio de investimentos, tem uma ferramenta interessante para ajudar nesse problema. É um questionário bem feito e simples de ser respondido que tenta estimar a contribuição de cada fundador através de perguntas e barras deslizantes. Coloco dois exemplos abaixo:

Perguntas do site Gust

Após uma série bastante completa de perguntas, o site pede o seu e-mail (afinal, eles querem alguma coisa em troca, não?) e calcula quanto cada fundador deveria ter de participação.

Distribuição de participação por fundador

Como o próprio site destaca, o resultado é apenas uma estimativa e não pode servir para o caso específico de uma startup. Mas, certamente, em caso de impasse, pode ser uma boa ferramenta para ajudar o time a se aproximar de uma solução.

Sobre o Gust, a GVAngels, grupo de ex-alunos da GV que ajudo a coordenar, tem uma página lá. Além disso, a Gust comprou a www.fundacity.com, que acompanhei na Ace. É um time com bastante experiência em investimento em startup e com uma boa reputação, que soube fazer um questionário bem interessante.

#ficaadica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *